Diretor: Cláudio M. Marins
E-mail: arte@useregionalsp.org.br
1º secretário: Lirálcio Ricci

 

OBJETIVOS GERAIS DO DEPARTAMENTO DE ARTE

  1. Promover a Arte como uma manifestação cultural dos espíritas, que se propõem a aliar os princípios e os valores éticos e morais do Espiritismo às manifestações artísticas em geral, por meio da arte-educação, a serviço do bem e do belo.
  2. Fomentar a divulgação da Doutrina Espírita através da arte, promovendo eventos desta natureza bem como oficinas, encontros e seminários que possibilitem a seus participantes aplicar a arte na temática espírita.
  3. Assessorar às instituições espíritas da cidade de São Paulo em relação ao uso da arte em suas atividades (ex.: enriquecimento do acervo de músicas para as preparações de ambiente; consultoria para a definição/elaboração de número artístico; enriquecimento do acervo de textos teatrais para utilização em aulas e/ou seminários; fornecimento e atualização de catálogo de artistas; etc.).
  • Representar em nível institucional a arte espírita na cidade de São Paulo.
  • Produzir e estimular a produção audiovisual para divulgação e promoção da arte espírita.

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Fornecer orientações de caráter doutrinário que subsidiem as instituições espíritas e o trabalhador espírita da arte em sua produção.
  • Ampliar a percepção da arte para além da função de divulgação do Espiritismo, trabalhando-a também como veículo que transforma as emoções e sentimentos do ser humano, facultando-lhe o autoconhecimento e a renovação moral.
  • Fomentar e estimular a arte nas instituições espíritas, demonstrando às suas lideranças o valor e a importância da atividade artística em todas as suas frentes de trabalho.
  • Promover a qualificação do trabalhador espírita da arte (workshop, encontros e seminários que promovam a qualificação do fazer arte espírita);
  • Realizar a interlocução entre a USE Regional de São Paulo e a ABRARTE;
  • Realizar a interlocução com outras instituições em torno da arte;
  • Promover a divulgação de produtos artísticos culturais que estejam de acordo com os princípios ético e doutrinários do Espiritismo para a divulgação da Doutrina Espírita dentro e fora das Instituições Espíritas.

 

ATRIBUIÇÕES

  • Participar das reuniões da Diretoria Executiva da USE Regional de São Paulo;
  • Representar o Departamento de Arte nas reuniões promovidas pelas USEs DISTRITAIS e Órgãos da USE;
  • Promover o estudo permanente da arte à luz do Espiritismo;
  • Viabilizar a integração de grupos de arte e artistas espíritas d cidade de São Paulo, visando a troca de experiências, o estudo, a prática e a divulgação da Doutrina Espírita como religião, filosofia e ciência, nos moldes da codificação de Allan Kardec, através da arte, nas suas mais variadas formas, estimulando o desenvolvimento do senso crítico, da sensibilidade estética e do gosto pelo belo, e contribuindo para o desenvolvimento cultural da sociedade através de uma arte de qualidade;
  • Promover a participação dos trabalhadores da arte espírita na cidade de São Paulo nos eventos artístico-cultural do Movimento de Arte Espírita Regional e Nacional, em especial, os promovidos e/ou patrocinados pela ABRARTE;
  • Apoiar, mediante divulgação e consultoria, aos eventos de arte espírita promovidos pelos artistas e grupos artísticos da cidade de São Paulo e nacional.

 

ARTE EDUCAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

  • Promover o aperfeiçoamento artístico de grupos de arte e artistas espíritas da cidade de São Paulo, através de atividades como workshop, oficinas, cursos, laboratórios, fóruns, encontros, mostras de arte, ou ainda através do apoio a eventos e espetáculos promovidos pelos artistas e grupos de arte, que estimulem e promovam a melhoria constante das produções artísticas espíritas;
  • Estimular o uso da arte-educação como recurso didático-pedagógico para a promoção da educação e da cultura espíritas, com ênfase nos valores ético-morais cristãos, tendo em vista a importância da arte no processo de desenvolvimento do ser humano, sob o prisma biológico, psicológico, social e espiritual;
  • Selecionar e promover a revisão doutrinária de repertório de composições espíritas para ambientação e dinamização dos eventos artísticos-culturais;
  • Desenvolver um programa de educação continuada para o trabalhador espírita da arte na cidade de São Paulo, promovendo a sua aplicação e atualização periódica em parceria com os demais setores da USE;

 

PRODUÇÃO DE EVENTOS ARTÍSTICO-CULTURAIS

  • Promover e, conforme o caso, produzir campanhas, eventos e apresentações artísticas na cidade de São Paulo voltados para a difusão dos princípios espíritas e da valorização da vida, em todos os segmentos da sociedade, sem distinção de raça, cor, credo ou religião;
  • Fornecer assessoria consultiva à produção de produtos artísticos voltados à divulgação da doutrina e à valorização da vida, com fundamento nos princípios éticos da Doutrina Espírita.

 

FUNDAMENTAÇÃO DOUTRINÁRIA

“Sim, certamente, o Espiritismo abre à arte um campo novo, imenso e ainda inexplorado; e quando o artista reproduzir o mundo espírita com convicção, haurirá nessa fonte as mais sublimes inspirações [...].”

Allan Kardec – Obras Póstumas

 

O QUE É ARTE E A INFLUÊNCIA DO ESPIRITISMO SOBRE A ARTE

“A arte pura é a mais elevada contemplação espiritual por parte das criaturas. Ela significa a mais profunda exteriorização do ideal, a divina manifestação desse ‘mais além’ que polariza as esperanças das almas”.

Emmanuel – O Consolador

“O Espiritismo vem abrir para a arte novas perspectivas, horizontes sem limites. A comunicação que ele estabelece entre os mundos visível e invisível, as informações fornecidas sobre as condições da vida no Além, a revelação que ele nos traz das leis superiores da harmonia e de beleza que regem o universo, vem oferecer aos nossos pensadores e artistas inesgotáveis temas de inspiração.”

Léon Denis – O Espiritismo na Arte

“As Artes não sairão do torpor em que jazem, senão por meio de uma reação no sentido das ideias espiritualistas.” [...]
“[...] É matematicamente certo dizer que, sem crença as artes carecem de vitalidade e que toda transformação filosófica acarreta necessariamente uma transformação artística paralela.”

Allan Kardec – Obras Póstumas

 

O QUE É ARTE ESPÍRITA E QUAL O SEU OBJETIVO?

“A Arte Espírita é uma manifestação cultural dos espíritas que se propõem a aliar os princípios e valores éticos e morais do Espiritismo às manifestações artísticas em geral, por meio da arte-educação, a serviço do bem e do belo. A Arte Espírita traduz os postulados espíritas em seu conteúdo, na finalidade e na intenção que inspirou o processo criativo e na nascente do coração que se propõe a servir.”
“A Arte Espírita tem por objetivo a divulgação da Doutrina Espírita, aliada ao entretenimento e à educação, à luz do Consolador prometido pelo Cristo.”
“Assim como a arte cristã sucedeu à arte pagã, transformando-a, a arte espírita será o complemento e a transformação da arte cristã.”

Allan Kardec – Obras Póstumas

“O Espiritismo irá depurar a arte que conhecemos e esta arte, depurada, será aquela inspirada nos ensinamentos da Doutrina Espírita”. [...]

Espírito Rossini – Obras Póstumas

“[...] Oh! Sim, o Espiritismo terá influência sobre a música! Como poderia não ser assim? Seu advento transformará a arte, depurando-a. Sua origem é divina, sua força o levará a toda parte onde haja homens para amar, para elevar-se e para compreender. Ele se tornará o ideal e o objetivo dos artistas. Pintores, escultores, compositores, poetas irão buscar nele suas inspirações e ele lhas fornecerá, porque é rico, é inesgotável”.
“Toda gente reconhece a influência da música sobre a alma e sobre o seu progresso. Mas, a razão dessa influência é em geral ignorada. Sua explicação está toda neste fato: que a harmonia coloca a alma sob o poder de um sentimento que a desmaterializa.”

Espírito Rossini – Obras Póstumas

 

PERANTE A ARTE

“E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.”

Paulo (Filipenses, 4:7)

Colaborar na Cristianização da Arte, sempre que se lhe apresentar ocasião. A Arte deve ser o Belo criando o Bem.
Repelir, sem crítica azeda, as expressões artísticas, torturadas que exaltem a animalidade ou a extravagância.
O trabalho artístico que trai a Natureza nega a si próprio.
Burilar incansavelmente as obras artísticas de qualquer gênero. Melhoria buscada, perfeição entrevista.
Preferir as composições artísticas de feitura espírita integral, preservando-se a pureza doutrinária.
A arte enobrecida estende o poder do amor.
Examinar com antecedência as apresentações artísticas para as reuniões festivas nos arraiais espíritas, dosando-as e localizando-as segundo as condições das assembleias a que se destinem.
A apresentação artística é como o ensinamento: deve observar condições e lugar.

André Luiz – Conduta Espírita – Psicografia: Waldo Vieira